Hospedagem de graça pelo mundo

Hospedagem de graça pelo mundo

  • Postado por Augusto Sunano
  • Dicas de viagem
  • 14.02.2017
  • comente!

COUCHSURFING

Os que estão mais ligados nas viagens econômica, talvez já tenham ouvido falar do Couchsurfins. Para os que não conhecem esse sistema de hospedagem, vou apresenta-lo aqui.

Em português quer dizer “Surfista de Sofá”. Podemos dizer que é uma rede social ou um site que permite acomodação de gratuita para pessoas do mundo todo. Na Europa é muito conhecido como “CS” e é comum encontrar alguém que esteja se hospedando neste sistema, ou que esteja cedendo seu sofá, seu colchão no chão, uma cama, um quarto, por alguns dias, para mochileiros do “CS.

A ideia do programa é promover o intercâmbio cultural, praticar idiomas, fazer amizades, aprender sobre os costumes locais e ainda economizar na hospedagem. Se tiver outros objetivos para a sua viagem, essa pode não ser uma boa opção, já que em alguns momentos “seria” legal aceitar um convite do seu anfitrião para fazer outra atividade que, a princípio, não estava no seu roteiro. Esse tipo de prática faz parte da vivência com o outro! Por isso, se for com a ideia de que seu host é somente um hotel gratuito, sua experiência não será positiva.

Além de Hospedar e ser Hospedado, conforme imagem abaixo, o Couchsurfing proporciona a integração com outros mochileiros que estão indo para mesmo destino que você; o que é bacana, pois poderá participar de eventos multiculturais próximos a você, ter conselhos de viagens e se inteirar em
grupos de viagens e mochileiros.

 

Como Funciona?

  1. Cadastro no site.

Abra uma conta , clicando aqui ou baixe o APP  Android ou IOS.  Depois de criar uma nova conta, abrirá um spam, em seguida vai responder se você gostaria de contribuir. Esta parte é opcional, pois não há obrigatoriedade de pagar a taxa para ser um Membro do site. Clique em ”NÃO”, e complete o
restante das informações do seu perfil. Perguntas que deverão ser preenchidas como: Qual é a sua profissão? Quais idiomas você fala? Por que você está no Couchsurfing? Qual é a sua cidade natal e atual? Descreva um pouco sobre você, lugares que você já visitou, lugares que você ja morou, seus interesses; entre outras coisas. Lembrando que, você consegue criar um perfil sem preencher todas as informações, porém quanto mais completo for o seu perfil, maior credibilidade passará para quem possivelmente será seu anfitrião.

      2. Encontrar uma hospedagem.

No topo da página, selecione ”Find Hosts” e coloque o seu destino. Conforme exemplo abaixo. Preencha com as datas referentes a sua estadia naquela cidade e quantos viajantes serão hospedados. Geralmente, é muito mais fácil conseguir hospedagem para até 2 pessoas, acima disso, não é tão comum.
Em seguida, aparecerá diversas pessoas disponíveis a aceitar convidados. Basta apenas contata-las. Lembrando que, quanto mais pessoas você contatar, mais rápido terá êxito na sua busca pelo anfitrião.

Sei que esse sistema pode gerar uma certa apreensão e insegurança, pois existe o medo de estar hospedando ou ser hospedado por um estranho maluco, sei lá, o que é natural. Mas eu garanto que surfar no sofá alheio ou disponibilizar o seu para as outras pessoas pode ser muito legal.

Graças a Deus, tive grandes experiências no CS. Hospedei e fui hospedado diversas vezes, e em todas elas, tive a chance de ganhar mais um novo amigo/a.

Abaixo, compartilho com vocês algumas fotos com meus anfitriões nos meus Couchsurfing, desde o início com o primeiro contato, até depois quando fui embora.

Meu primeiro contato com a Pouki, minha host em Belfast na Irlanda do Norte.

Resposta positiva sobre a hospedagem.

Detalhes de como chegar em sua casa.

Rodrigo meu amigo, Pouki (francesa), sua colega (chilena) de apartamento e Eu em Belfast na Irlanda do Norte

Depois que acaba a hospedagem, é necessário escrever sobre a referência (experiência obtida), se ela foi positiva ou negativa, desta maneira criará um histórico em sua página. Quando acontecer uma próxima viagem para outro destino, a pessoa que você pedir hospedagem ou vice-versa, verá que você já
foi hospedado ou hospedou, assim passa mais credibilidade e transmite mais segurança pra outra pessoa.

Minha referência sobre essa Hospedagem.

Aqui outras experiências no Couchsurfing:

Minha amiga Sofhie (francesa) e eu em Paris na França.

Minha amiga Cinthya e suas irmãs (peruanas) na Fontana de Trevi em Roma na Itália.

Eu, Catarina (Portuguesa) e um francês que ela estava hospedando também, em Porto em Portugal.

Esse foi um americano que eu hospedei, na casa em que eu morava em Dublin na Irlanda.

Outro hospede pelo CS, desta vez era da República Tcheca.


WORLDPACKERS

Esta é uma ótima opção de hospedagem de graça pelo mundo. No Worldpackers você troca sua experiência por hospedagem. Como assim?  Você define para onde vai, e em seguida verifica qual serviço estão precisando em troca de sua hospedagem. Ou seja, trabalha algumas horas por alguns dias
na semana, e pronto. Os serviços são diversos como: aulas de inglês para crianças carentes, atendimento na recepção de um Hostal, plantar e capinar em uma plantação, ser Dj em uma festa, auxiliar na limpeza, trabalhar na cozinha, fotográfar e outros mais…


WORKAWAY

O Workaway é similar ao Worlpackers, mesma filosofia de hospedagem em troca de trabalho volutário. Neste sistema é necessário pagar uma taxa de adesão de € 23,00 para quem viaja sozinho e € 30,00 para quem viaja em grupo. http://www.workaway.info/


NIGHTWAPPING

Bem similar ao formato do Couchsurfing, porém com alguns detalhes:

  • Para se hospedar, primeiro você precisa ter recebido alguém em sua casa;
  • Há uma taxa de ingresso de € 9,90 a ser paga uma única vez;
  • Você pode alugar sua casa ou até mesmo o seu quarto;
  • Cada vez que você hospedar alguém, ganhará noites de crédito para se hospedar outros lugares. Basta apenas der “Match” com outro usuário.

https://www.nightswapping.com/pt-br/


WWOOF – World Wide Opportunities on Organic Farms

Também existe o “Oportunidades Mundiais em Fazendas Orgânicas”. Famoso no mundo todo, pagando uma pequena taxa, trabalhe algumas horas por dia em alguma fazenda em algum lugar do mundo e troque por hospedagem.  Alguns dos serviços procurados são: capinagem, ordenhar vacas, dar comida aos animais, plantação, fazer compostagem, jardinagem, realizar colheita.

www.wwoof.net

Várias opções para os que estão com o orçamento apertado para viajar. Mas não 
deixe de conhecer novos lugares, vivenciar outras culturas e ter
novas experiências.

 


 

 

 

 


 

Deixe seu comentário:





Back to Top